Eventos

IBP - Fórum de Compliance





 Data
Categoria: Palestra
inscrições: Encerrada
Início: 27/10/2016
Término: 27/10/2016

 Horário
14h15 às 18h15

 Local
Riocentro

 Endereço
Avenida Salvador Allende, 6555, Jacarepaguá, Rio de Janeiro - RJ, 22780-160

 Investimento


O Evento

O Fórum de Compliance fez parte da enriquecedora agenda de eventos paralelos da Rio Oil & Gas 2016, maior encontro da indústria na América Latina.  Durante o encontro, que aconteceu no dia 27 de outubro, das 14h15 às 18h30, especialistas da área vão abordaram as questões mais atuais relacionadas à integridade corporativa.

Foram discutidos os modelos de certificações de compliance,o papel do compliance officer, análise de Risco e Due Diligence de Integridade e qual é o papel do Estado no impulso de práticas corporativas de combate à corrupção.

Estiveram em pauta a Lei Anticorrupção, as regras de integridade, além de medidas de proteção às empresas, diante da preocupação crescente com as boas práticas e a adequação às regras e leis no Brasil e no mundo.


Como Funciona

Palestrantes de destaque debateram a importância do alinhamento da indústria de Oil & Gas às regras e leis anticorrupção no Brasil e no mundo, reunindo a experiência de especialistas em torno das questões mais atuais sobre práticas em integridade corporativa.



Publico Alvo

Os públicos-alvo do evento são gestores de empresas do setor de Óleo e Gás, representantes de seguradoras, auditores, consultorias, além de integrantes de agências certificadoras e reguladoras e de escritórios de advocacia.

14:15 | Abertura

Jorge Camargo – Presidente do IBP

14:30 – 15:15 | Painel 1: Compliance Corporativo e Políticas Públicas 

Com a crescente sofisticação de programas de compliance levada a cabo por entes do setor privado, a cultura de governança tem aumentado na prática comercial transnacional. Nesse painel, será discutido qual é o papel do Estado no impulso de práticas corporativas de combate à corrupção, e de que forma políticas públicas ainda podem contribuir para a consolidação de uma cultura de integridade corporativa.

Palestrante: Antônio Carlos Vasconcellos Nóbrega – Corregedor-Adjunto da Área de Infraestrutura da Corregedoria Geral da União

15:15 – 16:15 | Painel 2 – Certificação de Compliance

Vêm surgindo no mercado diferentes opções para certificações de empresas que pretendem assegurar seus programas de compliance e sistemas de gestão de políticas internas. Nesse painel serão discutidas as opções, vantagens, desvantagens e desafios sobre os modelos de certificações existentes.

Palestrantes:
Rafael Mendes Gomes – Sócio responsável pela área de Compliance e Anticorrupção do escritório Chediak Advogados
Marlos Gomes – Advogado membro do grupo de trabalho da norma ISO 19600 (gerenciamento de Compliance) e ISO 37001 (Anti-bribery Management System) – FIRJAN
Dr. Eugênio Guilherme Tolstoy De Simone – Diretor Técnico da ABNT

16:15 | Coffee Break

16:30 – 17:30| Painel 3 – Análise de risco e Due Diligence de integridade

Aspectos práticos da existência de mecanismos e procedimentos internos de integridade, auditoria e incentivo à denúncia de irregularidades e a aplicação efetiva de códigos de ética e de conduta no âmbito da pessoa jurídica.

Palestrantes:
Reynaldo Makoto Goto – Diretor de Compliance – Siemens
Mauricio Bove – Gerente Jurídico – IBP
Silvio Rodrigues – Diretor Jurídico – Shell

17:30 – 18:15 | Painel 4 – Responsabilidade individual do Compliance Officer

A profissionalização de práticas ligadas à mitigação de riscos e a concentração de responsabilidades anteriormente difusas trazem à baila a discussão a respeito da responsabilidade individual do profissional de compliance. Diante da crescente perspectiva de responsabilização criminal de indivíduo pela não-observância às normas anticorrupção, qual o papel e a responsabilidade do compliance officer?

Palestrantes:
João Adalberto Elek Júnior – Diretor de Governança, Risco e Conformidade da Petrobras

18:15| Coquetel 


Marco Aurélio Martorelli

Presidente do CPEC

Advogado especialista em administração pública. Atuou em diversos órgãos da administração direta, indireta e fundacional.